Engravidar depois da laqueadura é possível?

A ideia de ser mãe nem sempre está nos planos de todas as mulheres momentaneamente, e o acesso a opções da não maternidade é uma das constantes buscas femininas. Uma dos métodos mais populares é a laqueadura. O procedimento, entretanto, pode não ser acessível à todas as mulheres.

Mas o que é a laqueadura?

Laqueadura é um processo cirúrgico contraceptivo que impede a gravidez. Basicamente, o que acontece, o desligamento das trompas de Falópio, impedindo a passagem dos espermatozoides.  O procedimento é previsto em lei, mas só pode ser feito se a mulher tiver mais de 25 anos e dois filhos ou mais. Caso seja casada, os dois devem estar em comum acordo com o procedimento.

Rascunho automático

É possível engravidar após fazer laqueadura?

Apesar de ser uma esterilização voluntária definitiva, antes de fazer o procedimento a mulher deve estar esclarecida sobre tudo, principalmente de que a laqueadura pode falhar. De cada 300 mulheres que fazem, uma pode falhar.

Dependendo da técnica usada é possível engravidar após ter feito o rompimento das trompas, mas as chances são limitas, já que as trompas são cortadas ou amarradas, evitando a passagem do espermatozoide para o óvulo.

Laqueadura é reversível?

Caso a mulher se arrependa de interrompido o fluxo nas trompas, há a opção de reversão. No entanto, não há sucesso em todos os casos.

O processo consiste na recanalização. Basicamente, o que acontece é a religação das trompas, permitindo que a gravidez seja possível normalmente.

Rascunho automático

Segundo especialistas, só existe um tipo de laqueadura considerada irreversível: esterilização por histeroscopia.

Para que aconteça, fibras de polietileno são implantadas nas trompas da mulher, estimulando o crescimento de tecidos cicatricionais ao seu redor. Em três meses o tecido se infiltra no dispositivo e fecha completamente as tubas.

Caso deseje engravidar após este procedimento, a mulher deve procurar meios como fertilização In Vitro. Então se você está pensando em fazer laqueadura, procure um médico e tire todas as suas dúvidas.

Fontes: Minha VidaDestakGinecoMédico Responde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *